Técnico do Corinthians cita jogo com tanque de guerra e diz: “Não brinquem comigo”

Em entrevista coletiva após a vitória por 1 a 0 contra o Fortaleza, neste domingo, o treinador Vítor Pereira falou sobre a derrota para o Palmeiras, no Dérbi paulista. O técnico fez questão de expor sua opinião sem mesmo ser questionado do assunto.

 

 

“Quando decidimos jogar na Copa do Brasil para recuperar os jogadores. Aí dizem: ‘Não sabem o que é um Dérbi.’ Ele não sabe o que é um Dérbi? Vocês sabem quantos dérbis já joguei na minha vida? Joguei dérbis atrás de dérbis em países em que eles matam, eles nem nos deixam sair”, disse Vítor Pereira.

 

Eu já saí de tanque de guerra de um estádio, do estádio até o aeroporto, na Turquia. Vai me dizer que não sei o que é um dérbi? Não brinquem comigo”, afirmou o técnico do Corinthians

 

O técnico Vítor Pereira não havia falado sobre o jogo Corinthians x Palmeiras, por conta da ação do Corinthians, que interrompeu sua comunicação em campanha contra o ódio no futebol. Após o protesto alvinegro, o treinador testou positivo para COVID-19 e não comandou a equipe na partida contra o Boca Juniors, na Libertadores.

 

“Pensando no Dérbi contra o Palmeiras, o que fizemos? Vamos arriscar no jogo da Copa (contra a Portuguesa), deixá-los recuperar para chegar no jogo do Palmeiras e do Boca forte. Sabe o que nos aconteceu? Azar! Por muito azar, nessa semana tivemos vários casos de gripe. Quando chegamos do jogo da Copa do Brasil, estavam não sei quantos jogadores doentes, com dores, febre, dificuldades respiratórias. A ideia era chegar para enfrentar o Palmeiras no ápice da nossa força, mas chegamos no dia do jogo com jogadores dizendo que não poderiam jogar. E criticam a mim, porque não sabem. Eu não vim porque foi determinado pelo clube que não haveria entrevista coletiva, senão eu teria vindo, porque gosto de dar a cara, assumo as responsabilidades. Para falar, as pessoas têm que ter informação. Vim envergonhado, por quê? Uma equipe minha a jogar daquele jeito me custou, foi uma facada que levei no peito. O que fizemos com o Boca? Demos a resposta. Se tivéssemos jogado com a equipe dita titular, andaríamos nos arrastando contra o Boca, não teríamos chance alguma. Temos que ter um bocadinho de consciência, perceber que é a única forma de manter o Corinthians competitivo nas diferentes competições”, explicou o treinador.

 

 

Vítor Pereira comentou sobre a derrota do Corinthians diante do Palmeiras

Related Posts

Matheus Babi volta a jogar depois de quase dez meses lesionado

Matheus Babi, atacante com passagem no Botafogo e atualmente no Athletico, voltou a atuar depois de quase dez meses afastado dos gramados. O jovem atacante de 24…

Marcelo Gallardo vira opção do PSG para substituir Mauricio Pochettino, diz jornal

O Paris Saint-Germain se sagrou campeão francês pela décima vez, mas não considera sua temporada um sucesso após a queda da Uefa Champions League para o Real…

Danilo Soares faz balanço de temporada pelo Bochum na Bundesliga: ‘Surpreendemos’

Em sua primeira temporada na elite do futebol alemão, o lateral-esquerdo Danilo Soares avalia de forma positiva o retorno do VfL Bochum na disputa da Bundesliga após…

PSG teve prejuízo recorde na última temporada: R$ 1,1 bilhão

Nesta quinta-feira (12), o blog ‘Swiss Ramble’ divulgou dados financeiros da última temporada do Paris Saint-Germain, revelando que o clube francês teve um prejuízo gigantesco, de 225…

Vini Jr. marca primeiro hat-trick da carreira e torcedores vão à loucura

Já campeão de LaLiga, o Real Madrid recebeu o Levante nesta quarta-feira (12), no Santiago Bernabéu, e goleou por 6 a 0, com gols de Mendy, Benzema,…

Jonatas Santos celebra título da Liga nos Emirados Árabes Unidos: “Momento único”

O Al Ain, um dos principais clubes dos Emirados Árabes Unidos, consagrou na última quarta-feira (11) o seu domínio no futebol nacional na atual temporada. A equipe havia…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.